Aguarde

Febre

Quando devo me preocupar?

Coluna Nascer e Crescer em 24/05/2015 11:14:37

     A temperatura normal do seu filho vai variar de acordo com sua idade, atividade, hora do dia e roupa que está usando. Crianças com menos de dois anos tendem a ter temperaturas mais altas, principalmente no final da tarde e início da noite. Sempre que você suspeitar de febre, utilize o termômetro para aferi-la. 

        De um modo geral, aferições de até 37,5 graus Celsius nas axilas são consideradas normais. Apenas a presença de uma temperatura superior não significa doença, pelo contrário, pode ser apenas o sinal ou sintoma do organismo se defendendo contra alguma coisa, pois a febre aparece quando algumas células do sangue do seu filho estão atacando e destruindo agentes agressores, podendo assim ajudá-lo na luta contra as infecções. No entanto, em algumas situações ela pode trazer muito desconforto.

      De um modo geral, há um limite para a subida da temperatura, e ela não sobe indefinidamente, exceto em situações de exposições excessivas ao sol ou calor. Uma pequena parcela das crianças entre seis meses e cinco anos pode desenvolver crises convulsivas. Estas tendem a ter precedentes na família e na maioria das vezes ocorrem nas primeiras horas da presença da febre. A criança pode apresentar um olhar parado sem responder aos estímulos, seguido de endurecimento do corpo com contrações dos músculos, revirando os olhos e com a pele mais escura que o normal. A boa notícia é que geralmente elas têm curta duração (cerca de um a três minutos), mesmo que este minuto possa parecer uma eternidade para os pais aflitos. É importante saber que a maioria são inofensivas e não causam danos cerebrais, mas quando ocorrem, o pediatra deve ser imediatamente comunicado.  

       Um problema raro, mas grave, que pode apresentar temperaturas elevadas é a insolação, na qual a febre é causada pela exposição ao calor em ambientes superaquecidos. Aqui vale a dica de nunca deixar seu filho dentro de carros fechados, nem que seja por pouco tempo. 

         No caso de febre procure não agasalha-lo e não forçar a alimentação, porém ofereça bastante líquido e medique caso o desconforto seja grande. O paracetamol e o ibuprofeno têm sido as medicações mais recomendadas. Um bom sinal é quando o seu filho brincar e interagir bem com você após ter recebido a medicação. Por outro lado, procure ficar atento e comunicar seu pediatra se mesmo após medicá-lo ele parecer muito doente ou sonolento. 

   Além das situações acima descritas (crise convulsiva febril e insolação), comunique seu pediatra com urgência quando:

a)      Seu bebê de menos de 3 meses apresentar temperatura acima de 37,8 graus Celsius que persista mesmo após a retirada de um possível excesso de roupas.

b)      Surgirem sintomas como falta de ar, manchas arroxeadas na pele, diarreia e vômitos persistentes e palidez excessiva. 

c)      A febre persistir mais que 48 horas, independentemente do estado da criança. 

A criança tiver algum problema imunológico (anemia falciforme, câncer, etc)

Dúvidas e Comentários

» Deixe aqui sua pergunta, sugestão de tema ou comentário sobre o post.

Você precisa estar logado para poder comentar.

Fazer login
  • Nenhum comentário encontrado.