Aguarde

Leite materno, fórmula infantil ou leite de vaca?

Coluna Saúde e Sabor em 13/04/2015 10:18:47

Todos sabem que o leite materno é o melhor alimento para o bebê pois traz benefícios nutricionais, imunitários e até afetivos. A Organização Mundial da Saúde orienta que as crianças devem receber o aleitamento materno exclusivo até os 6 meses de vida. Mas, e quando a mãe não pode amamentar, por diversas situações, o que fazer? 

Hoje em dia existem boas opções de fórmulas infantis (leites de lata) no mercado. Apesar de serem feitas a partir do leite de vaca, são modificadas para facilitar a digestão do bebê e enriquecidas para oferecer os nutrientes necessários para cada fase. 

As que tem o número 1 são as chamadas fórmulas de partida e atendem as necessidades nutricionais de crianças saudáveis até seis meses de idade. As com o número 2 são as fórmulas para o segundo semestre de vida. Possuem um maior teor de ferro pela demanda desta fase. As chamadas AR são anti-refluxo, criadas para bebês que apresentam refluxo gastroesofáfico (RGE).  É similar às fórmulas base, mas além dos carboidratos habituais, possui goma, amido de arroz ou milho pré gelatinizado para ficar mais espessa. Tem ainda as fórmulas sem lactose, que  são indicadas para bebês com intolerância a esse carboidrato. As fórmulas HA são hipoalergênicas, feita à base de proteína do soro do leite parcialmente hidrolisada, e é recomendada como prevenção para crianças com histórico familiar de alergia à proteína do leite de vaca. As fórmulas à base de soja,  são feitas à base de proteína isolada de soja, isentas de lactose e sacarose e  podem ser uma opção acima dos 6 meses para a intolerância a lactose ou para bebês de famílias vegetarianas. Vale ressaltar que é importante seguir as recomendações de preparo e orientação de volume/consumo. 

O leite de vaca integral, de pacote, em caixinha ou em pó, não é recomendado para crianças menores de um ano de idade por ser muito diferente do leite materno e não ter composição adequada para o bebê. Excesso de proteínas, baixo teor de ferro, alta quantidade de sódio, além do risco de alergia são alguns dos pontos negativos que podem colocar a criança em risco para o desenvolvimento de doenças na vida adulta. 

Ah, e só para lembrar: os leites de crescimento não são fórmulas infantis, trata-se de um leite em pó enriquecido, que é indicado para crianças acima de um ano. Não se esqueça de dar muito amor e carinho ao seu bebê e ele crescerá cheio de saúde!

Dúvidas e Comentários

» Deixe aqui sua pergunta, sugestão de tema ou comentário sobre o post.

Você precisa estar logado para poder comentar.

Fazer login
  • Nenhum comentário encontrado.