Aguarde

Não substitua refeições por mamadeiras

Coluna Saúde e Sabor em 19/10/2015 18:16:05

Não substitua refeições por mamadeiras       

 

    Antigamente, pediatras sugeriam o desmame e iniciavam as comidinhas entre o 3° e 4° mês, mas hoje comprova-se a importância da amamentação infantil até 2 anos, e também da introdução da alimentar a partir do 6° mês de vida. Fase onde, o organismo já possui maior maturidade intestinal, melhores reflexos para a deglutição, etc. Concomitante a este início da alimentação complementar, mantem-se o leite materno. De acordo com a idade (meses) do bebe vai se modificando o volume e número de mamadas/mamadeiras.

        A regra número 1 é: na introdução da alimentação complementar, não pule as mamadas. Ofereça o peito ao bebê em todas as refeições (livre demanda). O Cálcio presente no leite e derivados interfere na absorção de alguns nutrientes presentes nas carnes e vegetais, como o Ferro. Mas isso vale apenas para o leite de vaca e derivados, não vale para o leite humano!

         A regra número 2: já para aqueles bebês que tomam fórmula infantil, recomenda-se que esperemos de 1 a 2 horas após as refeições principais (almoço e jantar) para oferecer o leite artificial. Garantindo assim a absorção do Ferro e preservando o apetite do pequeno.

     E a regra número 3: observe o ambiente e a circunstância. Por exemplo, nos dias de muito calor, é provável que o bebê peça para mamar com mais frequência, para se hidratar.

     Quando a rotina alimentar já estiver bem estabelecida, entre 1 e 4 anos, o apetite pode diminuir por diversos fatores aí não se deve substituir as frutas, mingaus e outras refeições pela mamadeira. Em alguns casos é mais cômodo para mãe e para criança, mas não faça de exceção a regra!

Cada dia é um dia, cada bebê é um bebê.

Dúvidas e Comentários

» Deixe aqui sua pergunta, sugestão de tema ou comentário sobre o post.

Você precisa estar logado para poder comentar.

Fazer login
  • Nenhum comentário encontrado.